6 de ago de 2017

[Bienal do Livro Rio] Guia de Sobrevivência















Hoje começa o Especial Bienal do Livro Rio. Todos os domingos, até o início do evento, farei postagens relacionadas a maior feira de literatura no Brasil. Como sou do estado, estarei presente em quase todos os dias possíveis, assim como nas edições anteriores. Então, para aqueles que irão a primeira vez e não sabe o que levar, como ir, ou para aqueles que esqueceram algo, traremos algumas dicas de sobrevivência. Vamos comigo?

1. COMPRAR O INGRESSO NA HORA? NANANÃO!


Antes de pensar em pegar o transporte, antes de planejar o que fazer lá dentro, compre o ingresso antecipado. Ir para a Bienal e principalmente final de semana é pedir para enfrentar fila, pois o local para a compra de ingresso no dia sempre tem filas quilométricas, e esses minutos ou horas podem fazer total diferença para aqueles que irão pegar autógrafo — que mais para frente também terá um especial. Então a primeira dica é: compre online e imprima. 


2. SEJA ESPERTO, USE UM MAPA!


Sei que de início pode parecer bobagem, mas o local é enorme. São 3 pavilhões de estandes, e lhe garanto que é fácil se perder. Geralmente no balcão de informações existe a entrega desse mapa, porém para garantir que irá ter, é melhor levar. Principalmente aqueles que só poderão ir em um dia e tem estandes específicos para passar, ele será de grande ajuda.


3. 10 REAIS UM LANCHE? ACHO QUE VOU VIVER DE LIVROS!


Eis um tópico que dependerá muito de você. Aviso de antemão que tudo dentro do Riocentro é caro. Estupidamente caro — água em torno de 5 reais e um hambúrguer com refrigerante no mínimo 10 reais. Se você está indo com o intuito de comprar livros, sabe que esse dinheiro à mais gastado dói no bolso, por isso recomendo que levem garrafinha de água e comida de casa. Existe bebedouros onde poderão encher a garrafa, o que é positivo, além de que enfrentará menos uma fila para compra — já falei que tudo tem fila rs. A comida pode ser um biscoito, barrinha, sanduíche, ou qualquer coisa da sua preferência. Até onde eu sei eles não barram algo alimentício, mas também não exagere. Ficamos tão fascinados com tudo que raramente você se lembra de comer.

4. ESSA ROUPA OU A OUTRA? 


Sei que quando o objetivo é pegar aquele autógrafo de um(a) autor(a) sonhado, nos produzimos e arrumamos de maneira para que a foto fique perfeita. Só que aconselho que por mais que você queira ficar bonita, também preze para algo confortável: uma calça jeans em vez de saia, um tênis em vez de um salto alto ou até rasteirinha e camisa confortável. O Riocentro é pavilhões e tem espaços abertos, ao ar livre. Saia é complicado para sentar no chão — nunca tem bancos para todos, e por isso lá tem uma área de grama que o pessoal utiliza para descansar — e sapato desconfortável vai ser pior ainda. Como falei anteriormente o local é grande, terão que andar, então confortável tem que ser seu sobrenome nesses dias.

P.S: O clima do RJ é bem bizarro por lá. De manhã cedo faz frio, a tarde esquenta bastante e a noite novamente esfria. A blusa o mais fresca possível é o ideal se for fazer calor, e leve um casaco se seu objetivo é chegar ou sair em um dos horário que faz friozinho.

5. MEU  MELHOR COMPANHEIRO E AMIGO: MOCHILA!


Mochila é o essencial de tudo. Nada de confiar nas sacolas que as editoras dão porque uma hora seus braços cansam. Uma mochila será perfeita para tudo: colocar a comida, colocar a água, guardar seus documentos, o casaco e os livros. Agora se você é como eu, compra muito, fazendo com que talvez a mochila torne-se pequena, terá um especial para se dar bem nas compras junto com uma dica de mochila diferenciada.

6. FINAL DE SEMANA NADINHA, DIA DE SEMANA TUDINHO.


Final de semana é certo lotar. Se formos comparar com SP, aqui apesar de ser grande, enche muito mais. Tem filas para entrar no estande, para pagar, para sentar, para carregar celular, para encher a garrafa, para ir o banheiro para tudo. Já dia de semana é bem tranquilo. Se sua única opção é ir sábado ou domingo, prepare-se e tenha paciência que tudo será demorado. Entretanto se você tiver oportunidade de ir dia de semana onde estará mais vazio, é o ideal para fazer as compras e olhar mais atentamente as editoras.

7. PROGRAME-SE!


Faça um planejamento de onde quer ir. São muitas coisas para ver, e acabamos que nos encantamos por tudo. É muito difícil ver tudo em um dia. Se está com a agenda apertada e quer olhar coisas específicas, anote em um bloquinho ou atrás do mapa mesmo os locais que quer ir. Sair do evento sem ter ido onde queria é frustante, só que acontece muito.

Leu tudo e agora já sabe como sobreviver lá dentro? Então é só começar a fazer a contagem regressiva e se preparar para o 2° especial Bienal do Livro que falará sobre: Autógrafos. Como conseguir senha, onde será, é impossível e tudo mais. Não percam.

Gostaram das dicas que eu trouxe ou já conhecia elas? Tem alguma dúvida ou sugestão também? Deixa nos comentários!

1 comentários :

  1. Olá! Que legal seu post e ótimas dicas para quem deseja ir à Bienal. Com certeza, vale super a pena compartilhar. Boa sorte! bjo

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)