16 de jul de 2017

[Resenha] O Inferno de Gabriel

Livro: O Inferno de Gabriel #1
Série: Trilogia do Gabriel
Autora: Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Páginas: 512
Gênero: Romance/Adulto
Nota: 4/5
Enigmático e sedutor, Gabriel Emerson é um renomado especialista em Dante. Durante o dia assume a fachada de um rigoroso professor universitário, mas à noite se entrega a uma desinibida vida de prazeres sem limites. O que ninguém sabe é que tanto sua máscara de frieza quanto sua extrema sensualidade na verdade escondem uma alma atormentada pelas feridas do passado. Gabriel se tortura pelos erros que cometeu e acredita que para ele não há mais nenhuma esperança ou chance de se redimir dos pecados. Julia Mitchell é uma jovem doce e inocente que luta para superar os traumas de uma infância difícil, marcada pela negligência dos pais. Quando vai fazer mestrado na Universidade de Toronto, ela sabe que reencontrará alguém importante - um homem que viu apenas uma vez, mas que nunca conseguiu esquecer. Assim que põe os olhos em Julia, Gabriel é tomado por uma estranha sensação de familiaridade, embora não saiba dizer por quê. A inexplicável e profunda conexão que existe entre eles deixa o professor numa situação delicada, que colocará sua carreira em risco e o obrigará a enfrentar os fantasmas dos quais sempre tentou fugir.

Confesso que no começo tive um certo preconceito com esse livro, não estou acostumada a ler romances adultos e isso tornou a leitura um pouco difícil no começo. E achava que ou você ama ou não ama esse livro, e bom, não é que eu gostei?

A história tem como base aquele romance proibido entre professor e aluna, uma mistura de sensualidade e inocência. E tudo acontece tendo A Divina Comédia como plano de fundo e motivo de adoração de todos os personagens que vão sendo apresentados durante toda a trama. Pode-se dizer que é uma versão moderna do romance entre Dante e Beatriz.

"Vou ser expulso do Paraíso amanhã, Beatriz. Nossa única esperança é que você me encontre depois. Procure por mim no Inferno." Pág 67

Julia Mitchell é a típica protagonista inocente e pura até demais que se apaixona pelo seu professor Gabriel Emerson e confesso que no começo da leitura fiquei meio perdida pelo motivo de tanto amor da parte dela visto que Gabriel destilava ódio contra a garota. E conforme o enredo vai se revelando você começa a entender que a história dos dois é muito mais profunda e confusa do que aparenta ser. 

Gabriel Emerson é um dos meus personagens favoritos depois desse livro. Ele reúne todos os Nove Círculos do Inferno descritos por Dante como defeitos, principalmente a ira e a luxúria. Ele é um professor renomado em Dante da Universidade de Toronto, temido por seus alunos e objeto de desejo das suas alunas. Sua vida é rodeada de mistérios e redenção, principalmente pelo fato dele ter sido adotado, Gabriel guardava uma raiva descomunal na juventude e em um dos seus lapsos de rebeldia ele conhece Julia, sua Beatriz. Eles vivem um momento “mágico” na percepção de Julia e depois passam anos longe até se reencontrarem novamente, agora ele professor e ela aluna. 




Conforme a leitura vai fluindo os personagens vão mostrando que são muito mais que aparentam, Julia tem uma vida de traumas e decepções e Gabriel tem uma vida de arrependimentos e mágoas. E apesar das diferenças, ambos se conectam e vão trabalhando seus lados mais sombrios, se aceitando e perdoando. É uma das coisas que mais gostei desse livro, como os personagens vão crescendo e amadurecendo, como a convivência dos dois vai mexendo com algo muito além de apenas um romance, vai mexendo com a alma deles. 

É claro que nem tudo é perfeito, o livro teve algumas falhas, principalmente na personalidade da protagonista. Julia é muito condescendente, pura e inocente no começo, principalmente com seu amigo Paul. E falando em Paul, um personagem facilmente detestável, odeio a maneira como ele vê a Julia e de como ela se permite ser vista por ele. Mas com o passar do tempo, Julia vai mudando essa característica dela aos poucos, se tornando mais forte e tendo opinião. 

 "Não espero que entenda. Você é um ímã para desastres, Srta. Mitchell. Eu sou um ímã para pecados." Pág 56

A narrativa pode cansar um pouco quem está à espera de um romance cheio de erotismo, pois O Inferno de Gabriel apesar de ser um romance adulto, não tem cenas eróticas —apesar de Gabriel ser bem provocativo —. Ele é um livro despretensioso, bastante inteligente e com um enredo envolvente. É sobre como duas pessoas vão se envolvendo e se conhecendo através da outra e assim construindo um “Juntos”.

O Inferno de Gabriel faz parte de uma Trilogia, o segundo volume se chama O Julgamento de Gabriel e o último A Redenção de Gabriel. 

E vocês, o que acharam do livro? Já leram ou leriam? Deixa nos comentários!

6 comentários :

  1. Olá

    Eu li esse primeiro livro e não curti muito, até fiz sorteio . Apesar de ter o nome do meu marido o livro não me encantou nada. Nem li as continuações. bjos

    ResponderExcluir
  2. Vc acredita que eu tenho essa coleção mas eu ainda não consegui ler??? Depois dessa resenha, acho q passarei eles na frente de alguns...RS

    thebestwordsbr.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Debora,

    Já fiquei tentado a comprar essa série milhares de vezes, mas nunca cheguei as vias de fato. Ler a sua resenha me deixou com uma curiosidade de saber mais da história dos dois.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Minha mãe fala tanto desse livro, até hoje! Não vou mentir e falar que essa capa não é completamente atraente hahahaah

    ResponderExcluir
  5. Menina, adoro este livro! Eu não li as continuações porque achei que ele fechou muito bem no primeiro volume. Mas um dia leio as continuações, rs.
    Eu gosto particularmente das referências que ele possui ♡

    ResponderExcluir
  6. Eu comecei a ler, mas achei a narrativa muuuuuuuuito arrastada e acabei desistindo :( Ainda assim, gostei de conferir suas impressões acerca da obra. E amei demais a foto que ilustra o post <3

    Thati Machado;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)