3 de mai de 2017

[Resenha] Too Late

Livro: Too Late
Autora: C. Hoover
Editora: Nenhuma, Independente/Wattpad
Onde encontrar: Inglês/Tradução autorizada pela autora.
Páginas: 400
Gênero: New Adult/Romance
Nota: 4.5/5
Sloan iria ao inferno e voltaria por seu irmão caçula. E ela vai, todos os dias. Forçada a continuar um relacionamento com o perigoso e moralmente corrupto Asa Jackson, Sloan fará o que for preciso para que as necessidades de seu irmão sejam atendidas. Nada entrará em seu caminho. Nada, exceto Carter. E ele nunca planejou deixá-la ir embora; mesmo quando ela não aprova seu estilo de vida sinistro. Mas apesar da desaprovação de Sloan, Asa sabe o que é necessário para ter o que quer, e ele o fará. Ele sabe o que ele precisa para continuar no topo, e ele o faz. Sloan é a melhor coisa que já aconteceu para Asa. E se você perguntá-lo, ele diria que ele é a melhor coisa que já aconteceu para Sloan. Nada entrará em seu caminho. Nada, exceto Carter.

*Essa história possui MUITOS gatilhos. Se você já passou ou tem trauma ou reações adversas com cenas de estupro, violência, relacionamento abusivo, PARE aqui. Essa resenha não é para você* 

Quando você pensa que não existe mais maneiras da autora arrancar teu coração, Colleen Hoover com o pseudômino de C. Hoover te destroça. Confesso que esperei quase 1 ano desde o lançamento do enredo para tomar coragem de ler. E hoje eu entendo porquê. Além de fortes emoções, você tem que ter estômago forte. Principalmente nós, mulheres.

Sloan é uma menina que sofreu desde criança. Filha de mãe ausente e drogada, ela ficou sem opções de vida quando conheceu Asa. Ele é um bandido que revende drogas e se acha dono da nossa protagonista. Com a única coisa que Sloan não é capaz de fazer, e a que mantêm presa a ele, Asa paga os tratamentos do irmão dela — ele precisa de tratamento médico constante que é fortuna por mês quando não subsidiado pelo governo. Stephen é a única pessoa na vida que Sloan se importa e faria qualquer coisa sem pensar. Com isso, ela é infeliz, vivendo uma vida que não que viver, com situações não normais acontecendo e que só irão acabar com a chegada de um homem.

Carter é um policial que irá se infiltrar no grupo de vendas do Asa. Querendo desmascarar ele e o tráfico de drogas, irá disfarçar-se e entrar nessa situação ferrada. O que ele não esperava, é que uma garota despertasse seu interesse e pudesse colocar tudo a perder, afinal essa garota é Sloan, namorada do chefe da quadrilha.

"Por que cada vez que damos um passo à frente, somos obrigados a dar dez passos para trás?" 

Eu passei por tantas, tantas emoções — desde as ruins e até as de alívio — na narrativa que é difícil de explicar. Como eu disse no aviso em cima, essa história tem tanta realidade, tem tanta crueza que te choca em primeira instância, e não para menos já que um dos primeiros capítulos temos cenas de estupro. Quando você pensa que não pode piorar, sim piora. Porque Asa é cada vez mais violento, possessivo, inconstante e abusivo que te enoja de uma maneira que você chora sem perceber. Aconteceu comigo diversas vezes. E esse chorar, é de raiva também.

É uma escrita tão parecida, mas ao mesmo tempo tão destoante do que conhecemos da autora que você fica confusa. Eu gostei. Vemos mais um leque que a CoHo tem de fazer você sofrer mais do que o possível, porque tratar desses assuntos, mais decorrentes do pensamos, mais presente no mundo do que pensamos, te faz abrir os olhos para o quanto a gente romantiza algumas coisas que NÃO são românticas. Então não, tudo aqui passa longe de ser apenas um romance, apenas mais um casal encontrando o amor. Apesar de parecer, Too Late não veio com essa missão. É tantas situações jogadas na sua cara que você fica sem reação, e não para de ler até chegar o final. Necessitamos ver a punição, a vingança acontecendo.




Não preciso nem dizer o quanto esses personagens marcam. Para o bem e para o mal. Assim como a nossa personagem principal, vemos Carter como um "salvador". E mais, vemos Sloan como uma pessoa forte por tentar superar tudo que passou — e para mim é o ponto essencial da narrativa. Bem, até o epílogo onde eu acho que temos uma situação provocada por ela que eu não concordo, só que analisando dentro do contexto é "aceitável". É uma cena que ela idealiza e quando surge a oportunidade, realiza. (Leia e descubra do que eu estou falando, depois venha aqui discutir por favor!). 

"Eu não tento convencê-la com mais palavras. Eu não a alimento com desculpas tardias. Eu apenas a abraço, porque não consigo suporta saber o que ela está sentido." 

E não preciso comentar o quanto tenho asco por um ser aqui, já que é opinião quase unânime. Agradeço de coração que por mais encontremos um motivo dele agir desta maneira, em nenhum momento isso justificará as atrocidades que fez. E apesar de algumas pessoas, como sempre, quererem vitimizá-lo, ele NUNCA será a vítima. NADA justificará. Passado, família, doença não são argumentos para sentir pena. Bato palmas que em todo momento a escrita deixa bem claro esse entorno.

Asa com certeza foi o mais trabalhado em suas característica, bem construído e explicado. É nítido que tudo foi trabalhado em cima dele. Apesar dos comentários escritos acima dos outros dois, ainda acho que faltou pontos que fizesse nos conectar mais com eles. Alguns erros, alguns acontecimentos não explicados, deixou lacunas na personalidade não me puxando tanto quanto pensei.

Mesmo com um tema forte a ser trabalhado, temos todas as qualidades possíveis de escrita. Eu li a versão traduzida, onde não vi tanto erros gramaticais, nem erro de concordância, semântica, coisas de diagramação. Vi gente reclamando dessas partes na versão original, contudo temos que relevar né? Isso foi lançado aos poucos durante a turnê da autora e não temos um pacote de revisão por trás. Temos essencialmente Colleen Hoover. Quando soube que foi escrito em um tempo de "bloqueio" da autora, quase surtei porque imagine ela em um livro ótimo?! Recomendo MUITO a leitura. A obra é narrada pelo ponto de vista dos três, o que nos deixa bem a par da cabeça de cada um.

"Eu faço o que eu sou capaz de fazer, Carter. Não posso me dar o luxo de me preocupar com os 'e se'." 

Até o momento e até onde eu sei, a obra só iria existir na Wattpad, porém dando uma pesquisada por informações achei o volume físico a venda em paperback na Amazon americana e brasileira. A autora fez uma publicação independente. Então se alguém quiser comprar ele físico, existe apenas em inglês. E se alguém quiser ele de graça, ainda está disponível na plataforma digital em português.

A resenha está enorme — mais do que eu esperava confesso — todavia as minhas palavras não caberiam em uma resenha "padrão" do blog. Espero que tenham lido tudo e entendido um pouco do que queria passar. Eu acho que como fã da autora, não poderia deixar de ler esse exemplar. Não vai ser um dos meus favoritos porque o tema ainda me choca, só que querendo ou não a leitura me marcou de alguma forma. Já falei para lerem? rs

E vocês, leriam ou leram Too Late? Deixa nos comentários.

30 comentários :

  1. Hey, Carol!

    Colleen Hoover é o máximo, né?
    Adoro os livros dela! Meu preferido, até agora, é o Talvez Um Dia. <3
    Já sabia a história de Too Late, mas ainda não li. Estou doida pra ler!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Não sabia que a Colleen tinha essa obra no Wattpad. Vou ter que ler, apesar de todos os gatilhos que você mencionou. Mas vou preparada graças ao seu post.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  3. Aí ainda não li nada dela mas vontade não me falta. Já tenho uns três livros dela aqui é esse ano espero mudar a história de ainda não ter lido.
    Adorei a desenham parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oiiii Ana tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, mas fico feliz que tenha trazido a resenha para nós, quem sabe futuramente eu também dê uma oportunidade, achei linda a edição.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Primeiramente quero dizer que infelizmente eu ri desse título (por causa de lembrar outra palavra em português) mas logo vi que o assunto é sério. Enfim, eu li recentemente um livro que fala sobre relacionamento abusivo e agressão a mulheres e achei muito bom. Eu nunca li nada da autora, apesar de ter uma obra dela aqui em casa. Espero que essa obra seja lançada aqui em breve. Até mais
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carool
    Não conhecia esse livro da Hoover. Parece ter mesmo uma trama forte para acabar com o leitor. E pelo jeito voce acabou destroçada, como disse rs
    Gostei muito da resenha e da dica. Fiquei bem curiosa para ler.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  7. Esse livro ta na minha lista. É daquelas leituras pesadas que são necessárias e depois te deixam de ressaca. Precisa de uma preparação psicologicca para a leitura!

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Me interessei pelo livro e ouço muitos elogios a essa autora e já vou procurar por ele. Achei muito legal da sua parte deixar um aviso claro logo no início da resenha, sabemos que certas narrativas escritas ou filmadas não são muito indicadas para pessoas mais sensíveis ou fragilizadas que já tenham passado por algo parecido. Ainda assim, acho uma leitura super válida que irei ler.

    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não dá para fazer resenha curta de um tema desses, gostei, não conhecia esse livro da autora. Ainda não li nada dela, pode ser que eu comece por ele.
    Obrigada pela dica, quando estiver com estômago eu leio.

    ResponderExcluir
  10. Não li nada da autora ainda, mas este é de longe o livro que mais me interessou dela. Uma pena que só tenha em inglês e a versão em português seja no whattpad, pois não leio por esta plataforma. nem sei o que vou fazer!
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  11. Oi!!
    Que capa legal. Nossa pelo visto a história traz temas bem pesados.
    Temas assim quando bem trabalhados rendem histórias boas de serem lidas.
    Sempre leio comentários positivos sobre os livros dessa autora, nunca li nada dela, mas confesso que esse livro chamou a minha atenção.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Só vejo elogios para com esta autora, porém até hoje não fui atrás de uma obra dela para conhecer. Essa por exemplo me chamou muito atenção, até adicionei na minha listinha. Adorei a postagem!

    Beijos,
    www.paginasincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ahhh indo já tentar comprar o digital, não consigo ler pelo Wattpad.
    Fiquei curiosa demais com tudo que vc disse. Eu sou masoquista, adoro ficar destroçada rs E faz tempo que quero ler algo da autora, tanto que anotei dois dela já , "Novembro alguma coisa " e Confess.
    Adorei a dica bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi! Adorei a premissa do livro. Não conheço a escrita da autora, mas sempre vejo bons comentários sobre ela.
    Parece ser uma leitura bem chocante, então pretendo ler quando eu tiver emocionalmente equilibrada.
    Dica anotada!

    ResponderExcluir
  15. Oii Carol
    Colleen Hoover é uma incrível autora né?! não sabia dessa obra, gostei muito de sua premissa, esse livros parece ser daqueles que mexe com o psicológico, amei muito a dica e ao saber que tem no wattpad , um app tão bacana, gostei mesmo! vou lê-lo o mais rápido!
    Abraços;**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
  16. Olá! Nunca li nada da Colleen Hoover e que história! imagino o quanto essa história é forte e o quanto deve mexer com a cabeça do leitor. Quando comecei a ler sua resenha e apresentou a personagem, já fiquei com o coração apertado, imagina depois que eu ler. Obrigada pela dica, beijos!

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Eu li esse livro até o primeiro final, e adorei! A CoHo arrasou novamente com esse livro, fiquei muito impressionada com seu talento para se renovar a cada livro. Não li o outro final que ela criou, pois achei que a história não precisava de uma "continuação", e vi muitos comentários negativos sobre. Fiquei feliz em ver Too Late por aqui <3

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Minha primeira experiência com a Collen Hoover não foi lá essas coisas, infelizmente, mas pretendo conhecer outras histórias dela, incluindo este livro, muita gente comenta a respeito e depois dessa resenha encantadora nada melhor do que se aventurar logo, não é mesmo? Essa capa está lindíssima e espero que desta vez a leitura funcione comigo <3

    Beijos,
    http://www.justificou.tk/

    ResponderExcluir
  19. Oi, Carol!
    Juro que não sabia da existencia desse livro e olha que sou apaixonada por Colleen Hoover... preciso muito ler, mesmo com a temática forte. Parece que CoHo nunca se repete.

    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  20. Olá!

    Sabia que ela tinha conta no Wattpad mas não sabia dessa tradução autorizada. Caramba, que tema pesado. Eu não o leria justamente por não ter estômago forte para cenas de estupro e abuso. Mas acho a leitura válida sim, ainda mais por se tratar de temas tão atuais.

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Achei seu alerta muito interessante e fiquei contente por ter lido sua resenha. Ainda não conhecia esse título da autora, mas achei a premissa muito boa, como sempre. Acho que é uma leitura que vale muito à pena ser feita e que traz muitos ensinamentos e coisas para pensar.
    Vou anotar a dica e tentar ler no Wattpad.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oiii!!

    Eu não conhecia esse livro é fiquei encantada com sua resenha. A obra tem um tema muito denso que parece ter sido muito bem trabalhada, tanto que mexeu com tantas emoções suas.
    Gostei bastante de sua resenha fora do padrão hahaah.
    Espero conseguir ler em breve!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Oi Carool, sua linda, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro da autora. Nossa, antes de mais nada quando vi o aviso antes da resenha, já fiquei chocada. Eu sou muito sensível, acho esses temas muito fortes, não sei se conseguiria ler. Mas por outro lado, como não ler um livro dessa autora??? E estou me sentindo muito mal por ela, por tudo o que ela passou. Torcendo para que o policial disfarçado consiga salvar a ele e a ela e que eles tenham uma vida juntos. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Amei a sua resenha! Eu ainda não conhecia esse livro da autora, mas gosto muito de sua escrita e vou dar uma procurada para ler, principalmente por ter essa tradução oficial no Wattpad. Não tenho problema com gatilhos, mas achei muito legal você avisar isso no começo da resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Oie
    sou bem suspeita pois amo a autora, infelizmente li duas obras até então e to louca para ler todas, adorei o enredo desse, como todos os outros, tem uma carga pesada e chamativa

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. O que eu mais amo na autora é essa coisa que ela tem de colocar o dedo na ferida, sem dó nem piedade. Quer dizer, olha o tema desse livro... em um caso perdido ela também aborda algumas coisas sérias, mas parece que nesse ela embarcou fundo. E tudo em um momento de bloqueio? Imagina se fosse em outro momento? Ela acabaria com os leitores...
    Ainda não li esse livro (eu e o whatpad não somos muito amigos...rs) mas tenho muita vontade...
    Adorei sua resenha - e fiquei querendo ler direto o epilogo para saber do que é que vc estava falando...rs
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  27. Leria! Com toda certeza, sua resenha ficou extensa, mas pensa pelo lado bom, você apontou tudo do livro sem deixar spoilers, só me aguçou curiosidade. Já ouvi de nome essa autora, que é muito elogiada por sinal. Vou marcar na minha lista e conferir.

    ResponderExcluir
  28. Não me xinga, mas nunca li nada da CoHo. Não sei te dizer a razão. Livros assim são importantes por mostrar que muito do que anda sendo romantizado não tem nada de romântico nem de amor. Fez bem em avisar que há vários gatilhos, porque nem todo mundo está preparado para se deparar com eles sem sofrer. Texto bem feito e obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  29. Oi, tudo bem?
    Eu nem sabia da existência desse livro, é a primeira resenha que leio dele. Pelo conteúdo e por seus avisos, acho que não teria estômago para ler :x

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  30. Oiee Carol ^^
    Se eu já sofro com os outros livros da Colleen, que são mais "fofinhos" e "românticos", não consigo nem imaginar como me sentiria lendo este livro. Histórias assim me marcam muito, por mais que eu nunca tenha passado ou presenciado tamanha violência. Acho que, num mundo como o qual vivemos, isso chega a ser um privilégio, né?
    Ainda assim, quero ler esse livro, só não o faria agora. Amei a sua resenha, de verdade.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir