27 de mai de 2017

[Resenha] Notas Quentes

Livro: Notas Quentes #2
Série: Homens Marcados
Autora: Jay Crownover
Editora: V&R
Páginas: 312
Gênero: Jovem Adulto/Romance
Nota: 4.5/5
Quando Jet Keller sobe no palco com aquela voz meio rouca, dedilhando intensos acordes de guitarra, todas as garotas vão à loucura. O corpo tatuado, o cabelo rebelde e o olhar sedutor fazem desse roqueiro um grande conquistador, capaz de levar a mulher que quiser para a cama. Muitos garotos sonham com a estudante de química, Ayden Cross. Seus olhos cor de uísque, as pernas super compridas, o ar de mistério e até o seu sotaque fazem qualquer um perder o juízo. Mas Jet é o único homem capaz de enlouquecê-la e tirá-la de sua vida certinha. Há muito tempo que Ayd e Jet se desejam, mas por acreditarem que são um o oposto do outro, têm evitado essa paixão. Porém, um desejo assim tão ardente não pode ser contido por muito tempo e o que está para acontecer entre esses dois será avassalador. Notas quentes é um romance tórrido, cheio de revelações e com intensas cenas de amor que irão ficar gravadas em você tal como um rock sedutor.

Quando pensamos que Jay Crownover não poderia te conquistar mais, ela faz mais um romance que irá aparentar ser clichê, mas que no final não é. A história vai crescer, mais um personagem ganhará destaque, e tudo que seria apenas mais um bad boy conquistando uma garota, se torna algo grandioso. 

Notas Quentes traz a história da Ayden Cross. Ela é amiga da Shaw — protagonista do livro Na Sua Pele — e quando é arrastada mais profundamente para o grupo dos Homens Marcados acaba conhecendo Jet Keller. Jet é um cantor de uma banda de heavy metal e nunca quis ter status de famoso. Tocar suas músicas e ser reconhecido na sua cidade é o máximo que quer ter, além de trabalhar no seu estúdio ajudando bandas novas a estourarem. Após uma fatídica noite em que Jet rejeita Ayd por achá-la "certa" demais, faíscas ficarão soltas fazendo cada encontro ser tenso. Porém o passado de ambos baterá na porta, e o futuro irá colidir com essa vontade de serem um casal trazendo à tona que nem tudo é apenas nosso querer.



Ayden possui um passado não tão memorável. Ela saiu de Kentucky jurando deixar toda sua bagagem de situações erradas para trás, tentando construir um futuro sólido com a faculdade. Jet é tudo o que ela não precisava ter de volta. Quando seu passado e seu futuro chocam, ela irá perceber que tentar fazer uma "nova Ayden" não é possível. Tentar construir um futuro necessita de deixar seu passado vir à tona. Será capaz dela vencer essa barreira? E deixar Jet entrar no seu coração?

Comecei a narrativa esperando um típico clichê de bad boy com uma garota denominada "normal". E novamente vemos que a autora consegue explorar o enredo de uma tal maneira que nem tudo é o que parece. À medida que é iniciada a trama e o passado dos protagonistas é revelado, novos caminhos surgem para o desenvolvimento da obra. Particularmente adoro quando encontramos isso no andamento das páginas, ter várias várias vertentes para os personagens. Tudo vai ser tão interligado nesses acontecimentos do passado que até dose de pequenos mistérios teremos. Isso foi um dos pontos mais altos que eu encontrei.

"Por mim, a segurança sempre vai ganhar em qualquer jogo que envolva o amor ou outro sentimento, e é assim que tem de ser. Estou a fim de pagar para ver o que eu e o Jet vamos fazer com todo esse fogo que rola entre a gente, desde que seja um incêndio controlado. No momento em que fugir do meu controle, vou ter de apagá-lo e cair fora, mesmo que isso me magoe muito ou a ele." pág. 97

A personalidade dos protagonistas também é consequência disso. Jet nunca quis ter um relacionamento sério porque seus pais possuem um casamento confuso e abusivo, fazendo com que fosse fechado com as mulheres e não quisesse mais nada. Já Ayden nunca se deixa abrir porque seu passado é feio e cruel. E quando vemos que os dois terão que encarar de frente suas famílias para serem felizes, que irão amadurecer, ficará difícil não ser cativada. Ayden não me conquistou tanto quanto queria porque algumas situações — que acontecem bem no final — ao meu ver foram por egoísmo dela. Já Jet a partir do momento que enfrenta seus medos e cresce, ganha destaque.

Um personagem secundário até então não conhecido, irá receber holofotes. Asa tinha tudo para ser uma pessoa que participa do volume e que os leitores iriam odiar, só que reviravoltas acontecem. Primeiro porque terá relação direta com a vida dos protagonistas e segundo porque teremos ele em cenas fundamentais. Vê-lo modificar-se pelo bem de alguém tendo como consequência uma situação bem ruim — merecida por tudo que já fez — é de cortar o coração. Acredito que saberemos mais dele em algum sucessor da série.


Com elementos de tattoos piercings novamente presentes, as características de modo geral poderiam se confundir e até ser semelhantes com Na Sua Pele, nos trazendo a ideia que tudo seria a mesma coisa. Não é o que aparenta. Vemos pontos únicos e elementos específicos fazendo com que cada obra seja diferente. Então podem realizar a leitura sem medo de ver uma mesma história. 

Me identifiquei muito com o universo porque as mocinhas e os bad boys são estereotipados e ao mesmo tempo não. Sabemos que o mercado está cheio das mesmas fórmulas dos citados, entretanto aqui é explorado um lado tão "esquecido" pelos demais que acaba se destacando. Pensava que seria apenas mais um Jovem Adulto para passar a tarde só que Homens Marcados está ganhando meu coração. Se procura algo no gênero que seja diferente com certeza é uma escolha acertada lê-lo. Aliás a autora é do ambiente em que ela traz suas histórias. Então ver playlist cheia de heavy metal, de rock — pontos que me identifico —me faz cada vez mais ser ligado ao mundo criado.

"Não sei no que ia dar eu e a Ayden passar de amigos para algo a mais, nem se eu preciso ser melhor ou pior. Só sei que ela está dentro de mim como se fosse gotas de água fria perto de todas aquelas coisas que me queimam por dentro há tantos anos. E não tenho nenhuma pressa de tirar essa mulher de dentro de mim, porque ela tem uma coisa que refresca e reconforta tudo que tenho queimando dentro de mim." pág. 112

Novamente falando sobre a capa, é típica do gênero — apesar de preferir as brasileiras do que as originais — então nada tão inovador. Elogios vão para a diagramação limpa e bem espaçada sendo ótima para a leitura, além da revisão impecável. Não tinha comentado antes, contudo achei que a editora acertou em cheio nas tonalidades das lombadas. Girando em torno da mesma cor, elas ficam lindas juntas na estante. Temos pontos de vistas tanto da Ayden quando do Jet em 1° pessoa.

Preciso nem falar que estou doida para ler o próximo, Chamas do Passado. Notas Quentes só ganhou meia estrela a menos que o primeiro porque pequenas coisas não me agradaram tanto, todavia em termo de qualidade a os exemplares seguem uma qualidade alta. Já falei para lerem? rs

E vocês, leriam Notas Quentes? Ficaram curiosas? Deixa nos comentários!

33 comentários :

  1. Oie, tudo bom?
    Amo histórias que envolvem bandas, cantores e musicas, pois normalmente é recheado de poesia nas páginas. Adorei as fotos do livro, e amei suas impressões sobre ele! Vou procurar saber mais do livro anterior e ficar de olho em promoções para tentar comprar os dois :3

    ResponderExcluir
  2. Olá

    Com certeza os livros Jovem Adulto me deixam sempre muito curiosa, sempre há um pequeno misterio, um pequeno drama, e alguns outros fatos que me chamam atenção. Eu ainda não li Noites Quentes, mas estou mega curiosa para saber todos os minimos detalhes!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Tenho muito interesse em fazer a leitura dessa série. Só li coisas positivas sobre a obra e saber que a autora pegou um enredo clichê e transformou em algo totalmente novo me deixa ainda mais curiosa. Adoro bad boys, sou completamente apaixonada e fascinada por esse estilo nos livros, então acredito que irei apreciar e muito essa leitura, espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  4. Com certeza leria o primeiro livro que li dessa temática foi o Intenso Demais e desde então sempre que vejo algum livro nesse estilo já fico curiosa.Você já leu o Intenso demais?O que achou?
    Beijos, ótima resenha.

    https://desconexaoleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? Já li sim Intenso Demais e gostei bastante, apesar de achar a mocinha meio irritante em certos momentos. Aqui é bem parecido, nessa questão de temática, mas de vertentes diferentes do tema. Se você curtiu o da S.C. Stephens pode ir sem medo que esse também vai te surpreender haha
      Beijos!

      Excluir
  5. Olá
    Eu sempre vejo diversas resenhas sobre essa obras, mas eu não sou nada fã do gênero da obra e por isso nunca peguei interesse em começar a leitura. Vi que muitas pessoas amaram, mas eu bati o pé e não lerei kkk. Adorei a sua resenha, fico feliz que tenha curtido muito essa obra. Mas a sua dica de hoje eu passarei. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Amo quando leio resenhas de New Adults que não conheço.. Amo S.C. Stephens e parece que esse tem a mesma pegada né? Mais uma série para lista, OMG, a lista não para de crescer...

    ResponderExcluir
  7. Oie, adoro essa autora e essa série é maravilhosa. Assim como vc, também senti algumas coisas não tão legais e ainda preferi o Na Sua Pele, mas nada que tire o encanto da serie. Tomara que vc continue curtindo. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Li a sinopse e tinha achado meio clichê, mas depois que vi sua opinião sobre a leitura acho que pode ser uma impressão equivocada minha. Vou marcar aqui!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  9. Jovem adulto não é muito o meu estilo de leitura, mas gostei muito da sua resenha.

    ResponderExcluir
  10. Oii,
    Gente, eu ja me apaixonei pelo Jet, isso é possível?
    Esse livro parece fantástico, sua resenha então, maravilhosa!

    Bjs, parabens pelo blog, ta lindo!
    Janini

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Já li algumas resenhas sobre essa série e nem preciso comentar que estou louca para realizar a leitura dos livros e conhecer mais de perto esses personagens encantadores né? Parabéns pela resenha me deixou mais ansiosa para a leitura que eu já estava!

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. oie, eu confesso que esse livro nunca me atraiu, justamente por essa fórmula bem comum que você mencionou. Mas gostei de saber que ele é diferente e que traz elementos que exploram mais o passado dos personagens, e que traz traumas, superação e aprendizados para a trama. Ainda com esses pontos positivos, não pretendo ler no momento pois é uma série bem grandinha, mas obrigada pela dica e por mudar minha visão sobre a série.

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia a série, mas fiquei sim interessada, pois gosto de enredos assim. É sempre complicado quando o passado influencia o presente dos personagens e gostaria de saber como eles resolveram seus medos.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  14. Olá ! Tudo bom?
    Não conhecia essa série, parece ser muito interessante, mas preciso confessar que não foi um enredo que me atraiu, não sou muito fã desse gênero, mas é como eu sempre digo, conhecimento nunca é demais, Obrigada e parabéns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Mesmo sendo uma fanática por new adult não conhecia esse livro, nem a autora (ok, pode me julgar). Mas depois de ler sua resenha que é maravilhosa eu fiquei louca de vontade de ler e descobrir por mim mesma essa maravilha. Parabéns pela resenha e pelo blog.

    Beijos e Sucesso!

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia nem o livro e nem a autora. Fiquei bem curiosa, mas confesso que estou passando um pouco as séries porque fico meio viciada e não sossego enquanto não termino toda! hahahaha

    Bjos

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem? Gostei muito da sua resenha e confesso que mesmo não conhecendo os livros, fiquei interessada. Os temas abordados, bandas e cantores com certeza irão me agradar. Vou procurar saber mais sobre o primeiro volume. Adorei a dica!

    Beijos,
    www.paginasincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. pra ser sincera nao é o tipo de livro que me atrai, mesmo você dizendo que algumas caracteristicas na construção dos personagens e da trama fujam do aparente clichê.. mas... legal que a leitura foi prazerosa pra você...
    bjs...

    ResponderExcluir
  19. Olá
    Que bom que a autora está conseguindo inovar em uma história e personagens já tão usados, isso é muito bom para os fãs que podem fugir um pouco do clichê.
    Infelizmente não é muito meu tipo de história.

    ResponderExcluir
  20. Eu ainda não conhecia esse livro. Parece maravilhoso. A capa ficou ótima. Espero ter a oportunidade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  21. Olá! Não li esse livro, mas só de ver que tem a ver com música já me conquistou. E sua resenha está muito bem escrita, detalhada e dá mais vontade de conhecer a história.
    beijos

    ResponderExcluir
  22. Oiee Carol ^^
    Eu era muito fã de histórias cujos personagens tinham passados trágicos e cheios de segredos, e que precisavam de novos ares. E também gostava de ver dois personagens totalmente diferentes, um, ou talvez os dois, não querendo nada com o amor. Mas li tanta coisa assim nos últimos tempos que acabei enjoando, tanto que me afastei um pouco dos YAs e NAs da vida. Quem sabe um dia.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  23. Oi Carol!

    Eu ando deixando o gênero com histórias com mocinhas e os bad boys de lado um pouco, eu gosto de ler , mas não é o momento que estou desejando aventurar nesse tipo de leitura. Vou deixar a dica anotada porque sua resenha foi muito bacana de ler e vou querer dar uma chance para a trama.

    Bjos

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Que bom que o livro conseguiu de te surpreender de uma maneira positiva! Realmente, lendo a sinopse só conseguimos pensar em um clichê, não que seja uma coisa ruim, mas parece que não sai disso. Adorei a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Não é muito o meu estilo de leitura, mas daria uma chance para conhecer melhor essa história. Quem sabe um dia, dica anotada!

    ResponderExcluir
  26. Eu adoro New Adult, não tem jeito, não consigo dispensar um bom new adult hahahah pode ser o clichê que for, eu vou ler mesmo assim!!! Adorei a resenha, ja quero o livro haha beijos
    Jordana S Carneiro

    ResponderExcluir
  27. Olá
    Não conhecia a autora e a série, mas já estou colocando na minha lista kkk, gosto desse universo com bad boys e por não ser o clichezão de sempre já me ganhou. Parabéns pela resenha, tua escrita direta me pareceu que estavamos conversando sobre o livro <3

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Eu sempre tive vontade de ler essa série, amo livros com essa temática. Lendo a sua resenha fiquei mais empolgada ainda para conhecer o livro e me apaixonar pelos personagens.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  29. OOI
    Não conhecia o livro, mas a premissa e sua opinião despertaram mina curiosidade. Amooo o gênero, e amo mais ainda essas tramas que envolvem romance e música. Dica anotadíssima!

    ResponderExcluir
  30. Eu sou chata, eu sei. Mas se tem um tipo de capa que me faz fugir do livro é esse tipo. Se eu visse esse livro em uma livraria, passava batido facilmente. Porém pelo que você fala, a história não é tão clichê, menos mal. Diria que isso me deixou um cadinho interessada pra confirmar. Vou aguardar suas impressões dos próximas pra decidir sobre ler ou não.

    ;D
    Nelmaliana Oliviera

    ResponderExcluir
  31. Olá!
    Me interessei muito pela premissa do livro. Creio que se trata de uma narrativa bem envolvente, como você mencionou. Adorei sua resenha! Dica anotada!

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Oi.

    Não sabia deste livro da editora, mas adorei conhecê-lo agora. A premissa de interessou bastante e já vou procurá-lo na Amazon e ver onde posso encontrá-lo para comprar. Adorei a dica!

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)