8 de mar de 2017

[Resenha] O Coração do Leão

Livro: O Coração do Leão #2
Série: Signos do Amor
Autora: Mia Sheridan
Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Gênero: Romance
Nota: 3/5
Sinopse: Cada livro da coleção Signos do Amor é inspirado nas características de um signo do Zodíaco. Esta história se baseia na mitologia de Leão e fala sobre as surpresas que a vida nos reserva. Evie e Leo se conheceram ainda crianças, em um lar adotivo, e logo se tornaram grandes amigos. Com o tempo, a amizade se transformou em uma paixão avassaladora, e eles juraram ficar juntos para sempre. Quando Leo foi inesperadamente adotado na adolescência e teve que se mudar para outra cidade, prometeu a Evie que entraria em contato com ela assim que chegasse lá e que voltaria para buscá-la quando ela fizesse 18 anos. Mas ele nunca mais deu notícias. Oito anos depois, apesar das circunstâncias, Evie conseguiu dar a volta por cima. Tem um emprego, amigos e está feliz. Então, de repente, um homem chamado Jake Madsen surge em sua vida, alegando ter sido enviado por Leo para saber como ela está. Evie não consegue evitar a atração que sente por esse homem sensual e misterioso. Mas será que ela pode confiar em um estranho? Ou será que ele está guardando um segredo sobre sua real ligação com Leo e os motivos que o levaram a sumir de sua vida anos atrás?

Termino O Coração de Leão com uma sensação confusa. Não supera, nem chega perto do quanto A Voz do Arqueiro mexeu comigo, mas isso talvez se deva ao fato de eu não ter me apaixonado tanto pelos personagens. Faltou algo no Leo que me fizesse gostar tanto e "aceitar" sua história de sofrimento como no Archer, mas antes de explicar mais isso, vamos a um resumo da história.

No segundo volume da série Signos do Amor conhecemos a história do Léo e da Evie. Duas pessoas que ainda crianças se conheceram em um lar adotivos e que se aproximaram muito rapidamente. Criando um grande laço de amizade a medida que o tempo passava, abruptamente isso teve que ser interrompido pois Léo foi adotado e sua família iria mudar-se para outro país. Ou seja, a amizade forte entre os dois iria ser desfeita. Nenhum dos lados querendo que isso aconteça, e nos últimos momentos vendo que essa ligação se transformou em amor, Léo faz promessa com a Evie em que seu 18 anos — afinal a diferença é de 1 ano — ele voltaria e nesse meio tempo mandaria cartas e telefonaria quando possível para ela.



Só que isso nunca aconteceu. Nenhum carta do seu amigo chegou, quanto menos notícias. Oito anos após, querendo viver sua vida, Evie está trabalhando e se sustentando vendo a vida passar. Até que ela descobre que está sendo perseguida por uma pessoa, um homem chamado Jake. E quando vai confrontá-lo, ele se apresenta como amigo do Léo que veio vê-la a mando dele. Como será que Evie vai lidar com cicatrizes passadas sendo abertas?

Quem, assim como eu, lê vários e bons romances, irá perceber na hora que rumo irá tomar o enredo. E com pequenas pistas da narrativa, é praticamente certo sabermos o que irá decorrer. Ao meu ver, apesar de odiar essas situações e querer ser pega de surpresa, acho que esse nem foi de longe o ponto principal da história que me chateou.

"...Mas a única coisa que conseguimos ao ficar cogitando o que seria da nossa vida se tivéssemos escolhido outro caminho é chegar a perguntas sem respostas e a uma tristeza que não pode ser curada. Não importa como chegamos onde estamos, tudo o que podemos fazer é seguir desse ponto em frente." pág. 96

A medida que vamos conhecendo o passado da nossa protagonista e encaixando junto com o seu presente, a todo momento nos perguntamos porque nos apareceu Jake e não o Léo. Temos uma explicação bem no início do porquê, porém mesmo assim aquilo não te convence. Acho que a trama foi bem trabalhada na medida do possível e do que a Mia queria criar, mas vejo algumas pontas soltas, ou mesmo implicância de algumas explicações de situações que estão na linha principal de história.

Primeiro ponto seria que Jake não é tão cativante quando o personagem do antecessor. Apesar de ter lido à 2 anos atrás, a comparação infelizmente se fez presente. Algumas atitudes dele eram completamente evasivas e estranhas, e por mais que isso te instigasse a querer conhecer mais sobre ele, a ideia de que o que você imaginava e já sabia se encaixa perfeitamente nele, te frustra. Vai ser muito difícil explicar isso sem dar spoiler, entretanto parece que a autora se utilizou de "fórmulas" para esteriotipar ele.



Segundo que talvez essa surpresa da autora não foi bem trabalhada. Quando descobrimos o plot twist e nós é apresentado os motivos dessa reviravolta, não fiquei tão convencida o quanto queria. Parece que faltou argumentos da escritora para nos fazer acreditar que "esse sofrimento todo teve que acontecer por tal motivo". Eu entendo e ao mesmo tempo aceito essas circunstâncias, contudo faltou algo.

Entretanto o que me fez querer ler o livro até o final é a Evie. De uma personalidade calma, simples, com uma fé inabalável em acreditar no ser humano, ela te conquista desde as primeiras cenas.  Ela é uma mulher que você quer ter como sua amiga, quer que ela seja feliz e é isso que vai ter motivar a fazer a leitura toda. Apesar de passar por alguns percalços, você sorri quando chega no final e vê que tudo valeu a pena. 

É um livro curto, em torno de 206 páginas para passar uma tarde e que agrada quem gosta de romances bem leves no sentido não esperar muito coisa. Tem bastantes cenas adultas todavia que ainda não o encaixa no gênero somente erótico por causa do alto drama que temos presente. Mas quem não curte, fica o aviso. Para os mais sentimentais, a medida que lemos alguns capítulos no passado, irá ter algumas lágrimas rolando. E também quando vemos o passado das figuras principais. Recomendo lenços.

"Todos têm na própria mente uma história sobre quem são. Essa história nos define, determina nossas ações e nossos erros. Se a sua história é cheia de culpa, medo, ódio por si mesmo. a vida pode parecer uma desgraça." pág. 205

Por esses motivos a minha nota seja 3. O mercado está cheio de volumes da mesma maneira, cheio de romances que não surpreendem. Por A Voz do Arqueiro ter me conquistado muito, cheguei com muitas expectativas aqui, que acabaram não sendo atendidas. Não é um livro ruim, horroroso e não passível de ser lido. Só que para aqueles que são fã do gênero verão mais do mesmo. 

Nos aspectos físicos, gostei bastante da capa, já que tenho uma ligação maior com capas com pessoas, a diagramação é simples e certeira para agradar na leitura, temos uma quebra de cena com um símbolo do zodíaco do leão — remetendo a série e ao signo escolhido — com uma revisão boa, sem nenhum erro ortográfico. A narrativa é feita no presente e no passado, pelo ponto de vista da Evie. 

Não sei se irei continuar a série porque me desanimei muito aqui e soube que a Arqueiro não irá mais dar continuidade na publicação. Dois motivos para desistir e repensar se continuo ou não. Quem sabe futuramente volte, contudo acho meio difícil. E vocês, já leram O Coração de Leão? Tem vontade de ler? Deixa nos comentários.

27 comentários :

  1. Se você não curtiu tanto os personagens, a possibilidade de a leitura ter pouco significado é grande, que pena. Concordo com você, acho que o mercado de livros está cheio do mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Acho que dessa série o melhor é A voz do Arqueiro e o livro do Grayson. Porém é uma pena que as vendas foram tão abaixo do esperado que suspenderam ela aqui no Brasil.
    Se vc não sentiu afinidade nesse volume, no segundo sobre o ponto de vista dele vai achar mais chatinho ainda. Leão não foi uma leitura agradávelmesmo.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  3. Essa coisa de ser mais do mesmo é uma tendência do mercado... infelizmente! Temos tanta coisa nacional boa e diferenciada e as grandes editoras seguem apostando em importar as mesmas coisas... Uma pena!

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oiii Ana, tudo bem?
    Eu fiquei meio assim de ler esse livro desde que houve o lançamento, não consegui me sentir atraída, a sua resenha ficou demais e que pena a obra não ter lhe despertado tanto.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  5. Eu achei esse livro lindo, quando eu li A Voz do Arqueiro eu fiquei cheia de expectativas para ler esse mas não me decepcionei, o primeiro volume ainda é o meu queridinho mas gostei dessa leitura também.

    ResponderExcluir
  6. Pra mim o melhor livro dessa série é "A voz do Arqueiro". Apesar de tudo, gosto muito da série.

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu achei esse livro muito fofinho.
    Não é o melhor da autora, mas adorei a história e a narrativa. Tanto que li os outros livros publicados.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Vi a resenha desse livro recentemente.
    Apesar de eu não ser exatamente fã do gênero, achei genial a ideia de tema para cada livro e como isso pode ser trabalhado.
    Infelizmente, por sua resenha e por outras que vi, parece que nesse segundo livro, a autora deixou um pouco a desejar, mesmo.

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Acho que lendo o Leão Ferido te esclareça algumas coisas, eu gostei bastante do livro e estou bem triste que a série não continuará sendo publicada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Eu não sou fã de romances, mas pelo fato do Archer não falar me fez ficar interessada nele, já o Leão não me interessou, fiquei com a mesma impressão de ser mais um romance.
    Triste quando uma série é descontinuada, e os fãs como fica.

    ResponderExcluir
  11. oie!
    Sou super fã da Mia Sheridan e estou desolada , pois a Arqueiro não vai mais publicá-la no Brasil :(
    Boa resenha, gostei tb das fotos.
    bjsss

    ResponderExcluir
  12. Lembro assim que lançaram essa série de livros e fiquei na dúvida se lia ou não, especialmente esse (meu signo é leão) mas desanimei quando soube que não era um livro de volume único. Acredito que você não seja a única que não tenha gostado já que eles não irão publicar os próximos, é uma pena já que você começou a ler e eu odeio parar na metade.

    Memórias de uma Leitora

    ResponderExcluir
  13. Olá !!! É verdade, vemos tantos livros seguindo o mesmo modelo que parece ser tudo igual. Uma pena. A capa é bonita e seria tão bom se a coleção tivesse dado certo e surpreendido. Ótima resenha, super sincera e direta, bjooooo

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    O chato é que de tanto lermos o mesmo gênero chega uma hora que tudo é previsível né?! Eu odeio abandonar um livro, antes nem achava possível, mas agora faço isso quase sem culpa rs

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Não curto muito essa premissa, então dificilmente farei essa leitura. Te entendo, é muito chato quando queremos ler algo achando que é bom, mas não é tudo isso. Uma pena.

    ResponderExcluir
  16. Carol, concordo muito com seu ponto de vista a respeito desse livro.
    Ele é um livro bacana, mas bem previsível.
    Com certeza, A voz do Arqueiro é o melhor de todos.

    ResponderExcluir
  17. Oiii!

    Eu não li esse livro ainda, e não tenho muuuita curiosidade com a série, mas fico feliz em ver que a galera estava aceitando bem. Pena que esse volume é previsivel.
    Fiquei sabendo que a arqueiro iria descontinuar a história e fiquei bem triste por isso, que pena né? há muitos fãs da autora por aqui!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  18. Eu tinha gostado pela sinopse, mas depois de ler a sua resenha, acho que não leria o livro. Não conhecia a série, achei até legal, mas sei lá.




    ResponderExcluir
  19. Que pena que você desanimou. Ao contrário de você, eu gostei muito deste livro. Ainda prefiro o do Archer, mas este também teve seus méritos. Evie e Leo me conquistaram.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Realmente estamos caminhando pro caminhos em que muitos livros são lançados mas poucos são originais e surpreendentes, já vi vários elogios a obra e gostei de ler a opinião de alguem que teve uma visão diferente.

    ResponderExcluir
  21. Poxa, Carol.
    Que pena que o livro não foi tão bom assim para você.
    Eu tenho curiosidade por essa série e ainda pretendo ler os livros, mas agora minha expectativa diminuiu!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  22. Olá! tudo bem??

    Por mais que a sinopse seja muito interessante, esta leitura não funcionaria muito bem para mim. Por não acreditar em signos e zodíaco, creio que a leitura não faria muito sentido para mim.

    Uma pena saber também que você não achou Jake cativante!

    Hoje deixo a dica passar!! Parabéns pela resenha (:

    ResponderExcluir
  23. Oie que pena que você não curtiu o Leo e a Evie. Eu amei... a série toda da Mia é muito linda. De repente se você conhecer o ponto de vista dele, em O Leão Ferido, você possa compreender melhor o que o motivou a se afastar, aí está muito raso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Ola lindona eu adoro esse livro, gosto da história dos protagonistas, concordo com você a protagonista é uma otimista nata. Uma pena que a série não será mais publicada. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  25. Oi! Eu também estou vendo muitos livros nesse mesmo estilo sendo publicados e, como não me agradam, nem li nenhum. Cenas adultas é algo que eu não curto. Pra quem gosta é ótimo, mas acho que a Arqueiro já perdeu a mão nos investimentos desse gênero. Estou sentindo falta de material diferente entre os lançamentos...

    bjs

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem?
    Eu tenho muita vontade de ler essa série, minha amiga diz que é muito lindo e emocionante.
    Adorei a sua resenha, e espero ler em breve.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  27. Eu e a Mia temos uma relação conturbada... Alguns livros dela eu simplesmente amo, outros não consigo nem ao menos gostar. Infelizmente esse foi um deles. Sei que é o queridinho de muita gente, mas não consegui ser envolvida pelos personagens e acabou ficando uma história vazia para mim.

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)