2 de mai de 2016

[Resenha] Duff

Livro: Duff
Autora: Kody Keplinger
Editora: Globo Alt
Páginas: 323
Gênero: Romance/ Jovem Adulto
Nota: 5/5
Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.

Duff conta a história da Bianca Piper, uma garota que tem duas amigas lindas em sua visão. Esperta e segura daquilo que acha, vê sua segurança e seu mundo desmoronar quando lhe acontece várias situações no núcleo familiar e na sua vida. Para piorar Wesley Rush, o cara popular da escola, lhe apelida de a "Duff" —  o que numa tradução livre seria a menina menos atraente de um grupo — dentre suas amigas. Na certa isso gera confusão.

Eu me surpreendi muito. Já tinha ideia do que viria por ter visto o filme e me lembrar dele, mas não esperava que a diferença fosse enorme. O filme se utilizou unicamente dos termos. O que vem ser tratado no livro é bem mais amplo. Aqui iremos ler sobre bullying, problemas familiares, alcoolismo, amizades e amor. Bianca ao tentar fugir das suas complicações, se vê presa fisicamente com o Wesley. E os dois juntos tentam superar as dificuldades pessoais. Com humor, sagacidade, o cotidiano da vida dos jovens, Kody fez o livro certo para agradar essa faixa etária.

"Depois de pensar nisso por um tempo decidi que havia muitas vantagens em ser uma Duff. Benefício 1: não é preciso se preocupar com cabelo ou maquiagem. Benefício 2: não há pressão para ser descolada - não é para você que estão olhando. Benefício 3: sem problemas com garotos." pág. 74

Falar da personalidade da nossa protagonista é ver o quanto ela foi bem construída. Em nenhum momento Pipper muda suas convicções, apesar de sua insegurança típica da idade aparecer em alguns momentos. E Rush, mesmo sendo o típico canalha e pegador de todas, tem seus méritos no seu caráter. Uma das partes mais legais foi quando a interação dos dois deixou por um momento de ser carnal para ser de cumplicidade. Aqui ambos os sentimentos evoluíram e foram forçados a terem coragem para enfrentar seus problemas. Aliás a autora trata a relação sexual de uma forma honesta e limpa.

Também é tratado aquela certa dúvida e indecisão que sempre está presente na garotada. Vemos em uma pequena parte um triângulo amoroso, entretanto que retrata aquilo que falei em cima, a dúvida e indecisão da nossa personagem.

"Wesley Rush não tenta conquistar garotas, mas eu estou tentando conquistar você."  pág. 281

É um típico tema de adolescente? Sim! Porém ele tem muita coisa a nos acrescentar. São temas bem atuais os abordados e vale a pena a leitura. Tem um tempinho que não lia um livro que na superfície parece tratar de um assunto ameno e bobo, contudo que tenha bastante conteúdo para pensar. Recomendo! Sua diagramação é bem encaixada, parece que é grande só que em uma sentada você lê, divertido, com o humor sarcástico típico da faixa etária, tem tudo para ser um grande sucesso. O ponto de vista  da narrativa é da Pipper em primeira pessoa.

"Chamar Vikki de vadia ou vagabundo era o mesmo que chamar alguém de Duff. Era uma coisa ofensiva de dizer e magoava profundamente. Era um desses rótulos que se alimentavam dos medos secretos que todas as meninas têm de tempos em tempos. Vadia, puta, puritana, cabeça de vento. Era tudo a mesma coisa. Toda garota já foi definida por esses adjetivos sexista em alguma etapa da vida." pág. 296

 E ai vai dar uma chance para Duff? Deixa nos comentários!

1 comentários :

  1. Caracaaaaa, só tinha visto o filme e sinceramente amei saber que existe um livro. Agora vou ter que ler!!!!

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)