29 de fev de 2016

Resenha - Reiniciados

Livro: Reiniciados #1
Série: Reiniciados 
Autora: Teri Terry
Editora: Farol Literário
Páginas: 432
Gênero: Distopia
Sinopse: "As lembranças de Kyla foram apagadas, sua personalidade foi varrida e suas memórias estão perdidas para sempre. Ela foi reiniciada. Kyla pode ter sido uma criminosa e está ganhando uma segunda chance, só que agora ela terá que obedecer as regras. Mas ecos do passado sussurram em sua mente. Alguém está mentindo para ela, e nada é o que parece ser. Em quem Kyla poderá confiar em sua busca pela verdade? "

Reiniciados é uma distopia, onde pessoas infratores, más, ou que tenha feito alguma coisa errada antes dos 16 anos tem suas memórias e lembranças apagadas. Te dão uma segunda chance de viver para mudar atitudes e esquecer seu passado. Após serem Reiniciadas elas recebem um Nizo, espécie de pulseira, que está conectada diretamente com seu teor de alegria. Ou seja, sua felicidade é medida por números. Temos uma escala de medição em que se a pessoa tiver raiva demais, tiver momentos em que sofre grande pressão, elas podem sofrer desmaios ou em casos extremos levar à morte. O nizo está ligado em um "chip" na cabeça dessas pessoas.

O livro começa com Kyla se adaptando ao ser Reiniciada. Ela é recebida em uma família onde tudo vai ser novo para ela. Não sabe o que é dor, não sabe lavar louça, não sabia andar, nem falar. É como se fosse bebê e tem que aprender tudo novamente. A partir desse momento é que começa a desenrolar, sonhos, lembranças que a protagonista tem antes de ser Reiniciada e acaba perpetuando ela durante a história toda. Aliás em certos momentos ela tem sensações ou dejá-vus que sabe/conhece algo, porém não se lembra de onde. As descobertas dela misturada com sua personalidade e seus questionamentos traz um certo suspense. Vemos também um princípio de romance com Ben, onde seus sentimentos vão ser expostos e conflitos acontecem. Esse tópico é o que vai dar continuidade para Fragmentada (2° livro da série).

Tem tensão em toda parte. O mundo distópico criado pela Terri está em constante ataques da TAG, basicamente terroristas que são contra o governo, e também temos os lordeiros, que seriam as pessoas responsáveis pela segurança do mundo. Pessoas toda hora são levadas pelos lordeiros e desaparecem sem motivo ou porquê. Aparentemente seria porque fizeram ou disseram algo contra as ações do governo até que Kyla vê uma das pessoas levadas por esses seguranças da pátria que não tinha feito nada aparente sendo reiniciado. Nada é o que falam. Entramos junto com a personagem para descobrir se o que dizem é verdade ou é mentira.

O final é eletrizante. Termina com mais perguntas do que respostas, todavia o que vemos construído durante o todo tem um final satisfatório demais. Eu particularmente ADOREI o livro como distopia, totalmente diferente do que vemos no mercado, com um toque de realismo tratando de controle do governo e liberdade de expressão dos jovens, onde você não consegue parar no meio. Foi refresco para quem já estava quase desistindo do gênero. Um livro de quebra-cabeças merecedor de ser uma trilogia que quanto mais ler, mais você NÃO quer parar. No início talvez seja difícil engrenar um pouco por ser introdutório entretanto depois melhora MUITO fazendo jus de ser tão bom. Dei tranquilo 5 estrelas. Entrou para meus queridinhos do gênero.

E ai quem ficou com vontade de ler? Deixa nos comentários.

4 comentários :

  1. Interessante a premissa do livro. Curto muito esse tipo de mistério em que o próprio protagonista é o "perdido", e ainda mais quando mexem com memória, é realmente interessante.
    Ah, e isso sem falar que a capa do livro é super legal, rs.
    Talvez eu leia ele um dia sim! :)

    Mago e Vidro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E esse livro tem muito disso! Kyla se sente perdida e tenta se descobrir! leia sim :)

      Excluir
  2. Já faz algum tempo que quero ler essa distopia, porém como deve se imaginar sempre acabo passando outras leituras na frente. Gosto de tramas que aborda um realidade reflexiva, vejo que nessa distopia, aborda temas reais, porém de uma maneira diferente. Sua resenha com esse final eletrizante fez com que eu tivesse ainda mais interesse em ler essa distopia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, cara esse livro está nas minhas leituras desde 2014, ou seja tem tempo! Mas agr que li quero acabar logo com a série. (;

      Excluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)